Advocacia para mulheres: conheça o primeiro escritório feminista

O meio do Direito conta com uma presença ainda pequena de mulheres, uma realidade comum também a outras profissões. Pensando nisso, duas mulheres resolveram terminar os seus estudos e criar um espaço onde o foco das demandas fossem dar maior visibilidade para as mulheres.

Com isso, ao criarem um escritório que fosse especialidade me atender as demandas femininas, perceberam que muitas queixas eram das mulheres dizendo que precisavam de profissionais mulheres para entender melhor as suas dores.

Muitas demandas envolvem o uso de software jurídico e com o olhar feminino, as questões de violência doméstica, desigualdade, assédios e questões familiares conseguiram receber a atenção e sensibilidade que precisam. 

A necessidade de um espaço feminino 

As advogadas perceberam rapidamente a importância e o impacto que a advocacia exercia na vida das pessoas. Prestando assistência jurídica para pessoas em baixa renda, ficou mais fácil de entender que sentir essa liberdade em atender as pequenas causas podia também ter outro significado.

Com pouco tempo, o resultado foi bem positivo. Obtiveram um retorno muito legal das clientes em relação ao atendimento, conseguindo colher frutos dessas ações. Com isso, fica mais fácil de ver esperanças em relação a isso, tentando sensibilizar também o Judiciários para a causa das mulheres. 

O escritório especializado em um atendimento voltado ao público feminino também atende homens. Aceitando diferentes casos possuem alguns clientes. O seu trabalho é voltado a não atender agressores, pois isso vai contra os princípios do escritório.

Resistir é importante

As advogadas também enfrentam muita resistência em relação aos julgados e as partes contrárias dos processos. Isso acontece principalmente quando há alguma violência de forma mais sutil, que não seja tão gritante como uma violência física.

Algumas pessoas acabam achando que isso é bobagem ou que utilizam da lei para ganhar alguma vantagem. Acreditam que sejam exagerados, mesmo nos casos de uma violência mais clara, com um julgamento intenso em relação a vítima.

Uma das dificuldades enfrentadas também é em relação a tentativa de descredibilizar as mulheres como profissionais. Sendo jovens e mulheres, parece que acreditar em um ideal estaria associado a manipulações e mentiras.

O carro chefe de um escritório feminista consegue ser os casos de violência doméstica. Os casos passam de um registro de BO, a um pedido de medida protetiva, até mesmo na regulamentação da parte da família. 

Chegam em divórcio, pedido de pensão ou guarda. Elas também todos os tipos de casos voltados ao público feminino, como os de violência sexual. Ou os casos de fotos intimas que são compartilhadas na internet sem receber a autorização da pessoa que foi exposta.

Ainda assim, atendem homens desde que seja de alguma causa neutra, onde eles não são agressores. Por mais que o foco seja nos casos de violência de gênero, tentando trabalhar de uma maneira mais sensível e específica.

A realidade de muitas mulheres em relação a tentativa de obter ajuda em escritórios de advocacia demanda a criação de ambientes com mais presença feminina, com mulheres que façam um atendimento mais humano. 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *