4 dicas para escolher no que investir

Um examinador de ações, se você usar um, é propenso a erros. Aproveitar os detalhes dos investidores institucionais é uma opção, mas você deve saber que eles tendem a confiar em ações seguras que podem ou não fornecer os melhores retornos.

Uma mulher de negócios deve saber como declarar fundos de investimento no imposto de renda e entender mais algumas dicas para escolher o investimento que combine com o seu perfil. 

Como escolher um investimento

Os investidores inteligentes de ações têm três grandes coisas em comum:

  • Eles decidiram antecipadamente o que desejam que seus portfólios alcançassem e estão determinados a cumpri-lo.
  • Eles ficam cientes das notícias, tendências e eventos diários que impulsionam a economia e todas as empresas nela.
  • Eles usam esses objetivos e conhecimentos para informar as decisões que tomam para comprar ou vender ações.

Determinar seus objetivos

O primeiro passo para escolher investimentos é determinar o objetivo do seu portfólio. O objetivo de todos os investimentos é ganhar dinheiro, mas os investidores podem se concentrar na geração de um complemento de renda durante a aposentadoria, na preservação de sua riqueza ou na valorização do capital.

Cada um desses objetivos requer uma estratégia muito diferente. O investidor atencioso possui uma ‘história’ que explica todas as decisões de compra de ações

Três tipos de investidores

Os investidores voltados para a renda se concentram em comprar (e manter) ações de empresas que pagam bons dividendos regularmente.

Essas empresas tendem a ser sólidas, mas de baixo crescimento, em setores como serviços públicos. Outras opções incluem títulos altamente cotados, fundos de investimento imobiliário e parcerias limitadas.

Os investidores que buscam a preservação da riqueza têm uma baixa tolerância a riscos, por natureza ou por causa de suas circunstâncias. Eles preferem investir em corporações estáveis.

Eles podem se concentrar nos produtos básicos dos consumidores, as empresas que se saem bem nos tempos bons e ruins. Eles não perseguem ofertas públicas iniciais.

Os investidores que buscam valorização do capital procuram as ações de empresas que estão em seus melhores anos de crescimento inicial. Eles estão dispostos a assumir um maior grau de risco pela chance de grandes ganhos.

O portfólio diversificado

Qualquer um desses tipos de investidores pode usar uma combinação das estratégias acima. De fato, esse é um dos principais motivos de diversificação. Um investidor conservador pode dedicar uma pequena porção de uma carteira a ações em crescimento. 

Um investidor mais agressivo deve reservar uma porcentagem para ações sólidas de primeira linha para compensar eventuais perdas.

Decidir em qual categoria você se enquadra é a parte mais fácil. Descobrir quais ações escolher é complicado.

Mantenha seus olhos abertos

É vital acompanhar as notícias e opiniões do mercado. Ler as notícias financeiras e acompanhar os blogs do setor por escritores cujas visões lhe interessam é uma forma de pesquisa passiva. Um artigo de notícia ou post de blog pode formar a base de uma tese de investimento.

O argumento subjacente pode ser uma observação de senso comum. Por exemplo, você pode notar que os países dos mercados emergentes estão produzindo novas classes médias, formadas por pessoas que exigem uma variedade maior de bens de consumo. Como resultado, haverá um aumento na demanda por determinados produtos e mercadorias.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *